Aqui vamos falar em ferramentas de planejamento de conteúdo, e não ferramentas de criação ok? Posso fazer um outro artigo falando sobre o tema, caso seja interessante.


Temos dois tipos principais de ferramentas de planejamento: digitais e analógicas. A escolha de cada uma vai de acordo com vários fatores, como por exemplo se você trabalho com uma equipe ou não, sua mobilidade e também, preferência.


Por aqui, costumo usar o Google Calendar e o Asana para planejamento e controle do andamento dos conteúdos da Cappra. Essas ferramentas foram escolhidas pois por lá trabalhamos em equipe (eu faço o planejamento e copy, e trabalho com uma equipe de design para as artes). Como somos várias pessoas que trabalham para criar esses conteúdos e mais algumas que são interessadas em acompanhar a evolução desse trabalho, é necessário que o andamento esteja visível digitalmente.


No Google Calendar fazemos o planejamento mensal de conteúdos. Temos quatro cores distintas, uma para cada plataforma. Muitas vezes os conteúdos são duplicados em plataformas (por exemplo instagram e Linkedin), apenas levando em conta as mudanças de formato e alguns ajustes na linguagem do texto. Gosto do Google Calendar para planejamento mensal de conteúdos por três motivos:

  1. Permite que outras pessoas tenham acesso aos "eventos"

  2. Conseguimos fazer código de cores para cada rede e/ou tipo de conteúdo

  3. É fácil de mover os "eventos" de um dia para o outro (afinal redes sociais são dinâmicas e muitas vezes o que planejamos para daqui a duas semanas não dá mais certo e precisa ser modificado).


*a imagem está censurada pois são informações de cliente


O Asana (ou o Trello, se você preferir) é o local ideal para acompanhar a evolução de cada conteúdo. Podemos visualizar em forma de lista, quadro etc, e ir organizando conforme a etapa na qual o conteúdo se encontra. Também é um aplicativo gratuito e que você pode trabalhar com mais pessoas.


Porém, eu sou uma pessoa do analógico, penso muito melhor com papel e caneta na mão. Então, no próximo artigo irei mostrar como organizo e planejo meu conteúdo no meu planner, quais miolos uso e como eu uso eles.

Você cria conteúdo digital?


Seja qual for a plataforma que você foca, nessa sequência de artigos vamos falar sobre como planejar conteúdo para diferentes espaços, quais as melhores ferramentas para trabalhar a sós ou com uma equipe e contarei um pouco sobre a minha vivência nesse mundo virtual que, cada dia mais, faz parte do nosso cotidiano.


*Esse post será dividido em vários para não ficar muito longo.



Minha vivência criando conteúdo digital


Comecei a trabalhar com redes sociais em 2018, gerenciando o perfil do Facebook de um vendedor de seguros de saúde americano. Nunca tinha trabalhado com isso e esse período me fez entender diversas dinâmicas importantes (alô cadeia do Facebook, pixel etc). Nessa época, meu trabalho era fundamentalmente realizar as postagens e gerenciar comentários. Não era eu quem criava os conteúdos.


Em 2019 criei a pleena, aí então comecei a produção de conteúdo digital para a divulgação da minha marca. Iniciei apenas no Instagram, com 100% do meu foco dedicado à plataforma. Com o lançamento do site, senti que havia a oportunidade de criar um blog, afinal meu público gosta de ler e aprender com textos. Inseri, então, o formato de textos na minha comunicação.


Ao longo dos meses, percebi que temos uma ótima ferramenta de busca no YouTube e eu estava perdendo uma possível audiência nessa plataforma. Abri, então, o meu canal por lá, mostrando a minha forma de planejar, dando dicas de planejamento e ensinando como usar os meus produtos. O canal não é totalmente dedicado aos produtos da pleena, também faço resenhas de outros itens de papelaria e produtividade.


Em 2021, curti muito o Tik Tok, porém usava a plataforma apenas para meu entretenimento. Só em 2022 decidi criar uma conta para a pleena e começar a postar vídeos por lá também. No entanto, essa não é uma plataforma que meu público alvo use com frequência, então não priorizo a produção de conteúdos nela.


Então hoje, em 2022, produzo conteúdos para a pleena em quatro plataformas distintas: Instagram, Blog, Youtube e Tiktok.


Para encerrar esse breve relato da minha história com conteúdo digital, em 2021 assumi as redes do Cappra Institute e CappraLab e, até o momento, sou a responsável pela comunicação digital deles.


Sendo assim, tenho experiência para falar sobre ferramentas digitais e analógicas, pessoais e para gestão de equipe, para a produção de conteúdo digital.


Nos próximos posts iremos falar sobre ferramentas digitais e analógicas de planejamento de conteúdo, falaremos um pouco sobre como duplicar conteúdo entre redes distintas, sobre a frequência de postagens em cada plataforma e também os tipos de conteúdo que estão presentes nelas.

Há algum tempo, acompanhei o webinar da Thais Godinho do blog vida organizada (olha ele aqui mais uma vez, o que posso fazer, ela é minha mentora nesse mundo da produtividade e organização). A aula durou 4h!!! Fico muito feliz de não ter aprendido nada de novo durante as primeiras horas, isso para mim significa que estou muito bem alinhada e com todos os meus conhecimentos, rotinas e práticas afiados. Mas você se engana se pensa que foi tempo perdido para mim. Mesmo ela abordando assuntos como planejamento diário, diferença entre compromissos e afazeres, o que deve ir na agenda ou na lista de tarefas (tudo coisa que eu já estou careca de saber), ela me relembrou alguns detalhes que não estavam fazendo parte da minha vida nesse momento e que eu gostaria de reaplicar, como o estudo por ciclos, por exemplo.

Fiz questão de participar desse webinar por um objetivo, conteúdo específico: organização de notas/conhecimento com o método Zettelkasten utilizando o Obsidian. Não foi, e nem era esse o propósito do encontro, uma exposição detalhada do método ou da ferramenta. Mas foi uma apresentação geral dos conceitos e como aplicá-los. Tenho uma meta de voltar aos estudos acadêmicos, formais. Inclusive havia me inscrito no mestrado em Linguística Aplicada da Unisinos, porém o curso (junto com muitos outros) foi descontinuado. Assim, tive que ajustar o curso, mudar os prazos e pensar em novas formas de fazer as coisas.

Para voltar a estudar e fazer meu mestrado em Comunicação, preciso montar um projeto de dissertação e, para isso, preciso voltar a estudar, produzir conteúdo acadêmico e todo o webinar girava em torno desse assunto.

Mas qual a moral da história? Por que vim contar sobre essa aula que participei (e que não está mais disponível)?

Porque é importante sabermos o que procuramos ao consumirmos qualquer conteúdo. Metade do conteúdo não me seria (e não foi) novidade, mas me valeu muito por relembrar certos conceitos e eu estava procurando algo muito específico. Quando sabemos exatamente o que procuramos (conhecimento específico, inspiração, entretenimento...) usamos nosso tempo limitado de forma muito mais consciente e eficaz.